PAPEL DE PAREDE

O papel de parede é a forma de revestimento mais prática encontrada atualmente no mercado. Sua base (parte de trás do papel) pode ser feita em celulose (papel), TNT ou sintética. A diferença entre os materiais definem a qualidade e o preço do produto. O acabamento pode ser têxtil, vinilizado, vinílico, TNT puro e metalizado. E nem todo acabamento se enquadra em qualquer base. Conheça um pouco de cada acabamento:

Têxtil

A superfície do papel recebe uma camada de tecido. São papéis mais delicados e nobres. Não são indicados para áreas com umidade, e a limpeza deve ser feita com espanador.

          

 

Vinilizado

A superfície do papel recebe uma camada de verniz para dar mais resistência ao produto. São papéis mais simples, e consequentemente mais baratos. São materiais com pouca resistência, indicados apenas para ambientes secos, e a limpeza deve ser feita com aspirador de pó, pano seco ou espanador.

           

 

 

Vinílico

A superfície do papel recebe uma camada de vinil, o que cria uma “película de plástico” no papel. São papéis mais resistentes, indicados para áreas úmidas como lavabos e lavanderias, e a limpeza pode ser feita com esponja úmida e detergente neutro.

           

 

 

TNT Puro

É o papel que não recebe nenhum tratamento em sua superfície. A tinta ou a textura é aplicada diretamente na base do papel. Não são indicados para áreas com umidade, e a limpeza deve ser feita apenas com espanador.

       

 

Metalizado

A superfície do papel recebe uma camada metálica, misturada a textura e a cor. São papéis mais delicados. Não são indicados para áreas com umidade, e a limpeza deve ser feita apenas com espanador.